Vão


No espaço abrangente

Do meu pensamento

Fez-se algoz o desejo

Inebriante da vida

Que, numa ação de despejo,

Levou embora meu contentamento

E tudo transformou em lamento.


2 sorveram o néctar:

Isabelle Rabelo disse...

O meu "encantamento" (chegou!) com seu poema, flor!

:)

J.F. de Souza disse...

Gostei desse! =)

=*