Dormência



o sono não tem dono

seu comando é o desmando

tudo vem ninando

o ruído é canto

a palavra é acalanto

as pestanas vão cerrando

resistindo entretanto

até quando...



"Sleeping girl with a cat", Renoir, 1880.

14 sorveram o néctar:

Chica disse...

Que lindo adormentar... Ficou ótimo!um beijo,chica

Ariane Rodrigues disse...

Obrigada Chica! Abraço!

Roberio disse...

Seu poema fez lembrar-me do dia em que perguntei ao meu filho Eros "qual o significado da palavra sono?" ele respondeu:
-É quando começamos a fechar os olhos.
Realmente o sono não tem dono, e com certeza ele é senhor de muitos.
bj

Ariane Rodrigues disse...

Que lindo, Roberio! Beijo.

Xana disse...

O chato é quendo essa dormencia teima em chegar e a gente não dorme!!

Ariane Rodrigues disse...

Sim, Xana! Ou quando ela chega e a gente não quer acordar! Abraço!

Noslen ed azuos disse...

...que mais, a não ser dizer, boa noite...


ns

minha literatura agora disse...

Cara Ariane,parabens pelo blog>Eu o coneci através do fio de ariadne,da Vanessa.Vou seguir co prazer.Um abraço do james.P.S.-loindos poemas.

Maze disse...

Bom mesmo é começar a sentir a sonolência gostosa do fechar / abrir / fechar olhos...numa noite de insônia insistida. Que ânsia, que desejo de os olhos fechar...
Gostosa de ler, mais ainda de sentir.
Amei.

Compulsão Diária disse...

Ariane, cheguei via Fio de Ariadne, Vanessa, e encontrei sua poesia esperta, moderna, capaz de brincar com os significantes. Invejável capacidade de concisão. Brilhante.

Ariane Rodrigues disse...

Bom dia Noslen!

Ariane Rodrigues disse...

Olá James, seja bem vindo ao blog!Que bom que seguiste o fio... Obrigada!

Ariane Rodrigues disse...

Beijo Maze!

Ariane Rodrigues disse...

Olá Compulsão Diária! Seja bem vindo! Gostei muito da tua análise sobre minha poesia. Obrigada! Abraço fraterno!