A Flor Amarela


Cansa-me às vezes esta tela

Sinto-me presa nela


Quero evadir-me desta cela

Basta de tanta cautela


Quero olhar pela janela

E viver o que está além dela:


Uma flor amarela

Aberta, bela como aquela!


E um beija-flor-canela

A suavemente roçar suas pétalas!

8 sorveram o néctar:

Wellington disse...

Muito bela
Bela e singela
A poesia que na tela
Aqui se desvela

Ariane Rodrigues disse...

Obrigado, Wellington.

Seria ela
Uma paisagem
Ou uma miragem
Que me interpela?

Guto Oliveira disse...

Ariane, adoro poesia, portanto fiquei um tempinho feliz aqui, lendo seus belos poemas. Tenha uma boa semana. Beijo.

http://quasepoema.zip.net

Ariane Rodrigues disse...

Olá, Guto! Fico feliz que tenha lido meus poemas. E de que adianta a felicidade se não for partilhada? Obrigado então pelo feed-back! Estarei torcendo por um retorno! Beijo.

nina disse...

Sua escrita singela
Que nos faz meditar
No dia-a-dia se revela
E nos faz sonhar :)

Ariane Rodrigues disse...

Obrigada Nina! Muito feliz em tê-la como leitora e interlocutora!

Vanessa disse...

Putz, Ariane, vou te contar. Poesia é o que há!

bjs

Ariane Rodrigues disse...

Haha Vanessa! Beijos!