Miragem


Se te ultrapasso as fronteiras, amor

Atravesso-te em guarda

Encontro espinho em flor

É porque o farol desconhece até onde alcança

Seus rastros de luz

Nesse ermo de barreiras que a nada conduz.

Porque na linha, horizonte não vejo, precipício

Porque és uma imagem trêmula

Intocável

Em toda parte

No deserto de mim.

2 sorveram o néctar:

Hélio Freire disse...

Linda mensagem Ane. Continue assim! Nem preciso dizer que tens muito potencial. Tenha uma otima semana. Bjão

Isabelle Rabelo disse...

"É porque o farol desconhece até onde alcança"...

Hj não vou "comentar" não.
(Só salientar a sabedoria em poesia.)