nomes, fomes


Romeu, Odisseu e Teseu
não importam os nomes
não importam as fomes
todos eles são eu




"Orphan girl at the cemetery", Delacroix, 1824.

5 sorveram o néctar:

Shisuii disse...

Intrigante...

Byers disse...

Oie flor !!! Saudades saudades mega ultra.

É sempre bom voltar e reler seu poemas sucintos e impactantes, vc resolve tao bem e tão diretamente que eu até leio duas vezes pra ver se é isso mesmo. kkkk

=D além de conhecer os quadros, nossa muito bom,

=D sorte pra vc!

Wanderley Elian Lima disse...

Reflexivo. Amei
Bjs

Amadeu Paes disse...

Gostei deste poema, mostra as várias "personalidades" que temos.

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito bom
chegar com atraso
e ler vários poemas
de uma só vez!

Todos interessantes
- como é do seu feitio!

Um abração.