passagens



todas as trilhas

por onde passam meus desejos

são buscas


todas as linhas

por onde andam meus dedos

são curvas


todas as estradas

por onde cruzam meus medos

são duas


todas as milhas

por onde percorrem meus anseios

são além-lua


todas as veredas

por onde meus versos escrevo

são tuas



"Dancer", Joan Miró, 1925.

6 sorveram o néctar:

jamesp. disse...

Magnífico,milimétrico,minimalista,quase geométrico.As palavras certas e certeiras.Parabéns.

Byers disse...

Oie flor!

To passando aqui para agradecer o coments la no meu blog, hum, eu ando meio sem memória.

Dai eu vim e aproveitei para pegar um poema teu para publicar na edição de verão, o escolhido, foi "Sonho", tem tudo haver com o tema.

ain, eu ja havia pegado outro? acho que não ... mas de qualquer forma, se eu peguei dois, é bom, to montando um banco de textos parar guardar e usar nas outras publicações.

=D ah abração.

Wesley Viana disse...

Todas as poesias
por onde deixa teus versos
são lindas.

Wesley Viana disse...

Que ótimo Ariane!!! Tenho certeza que você fará um excelente trabalho, pois competência você tem de sobra. Boa sorte e felicidades.

Renata de Aragão Lopes disse...

Que LINDO, Ariane!

Gostei de tudo:
da forma,
da estrutura dos versos,
das rimas sutis,
da mensagem que fica...

Um beijo,
doce de lira

Noslen ed azuos disse...

Suaves palavras, merecedoras de uma noite estrelar com cheiro de rosas no ar.

bjs
ns