* Prece ao Vento



Oh, Ventos de desgosto

Que meu rosto transpassam

Movimentos sem gosto

Que de mim tudo arrastam!



Aquietem-se em minh’alma

Sosseguem meu corpo

Como sopro leve e brisa calma

Quanto um sussurro morto.




"Snowstorm", Willian Turner, 1842.
*Republicação

7 sorveram o néctar:

james p. disse...

Ariane,certamente um de seus melhores e mais belos poemas.Paira uma sombra luminosa de Cecília Meireles pelo ar..Parabéns,minha querida e um grande abraço.

Ariane Rodrigues disse...

Ahh, obrigada James! Outro abraço!

Wesley Viana disse...

Concordo com o James, me lembrou Cecília Meireles. Lindíssimo!

Kenia Cris disse...

Muito bonito e deveras poético! Como disse o amigo acima, reconhece-se o delicado toque de grandes almas da poesia, como Cecília. Lindíssimo! Beijo carinhoso!

Ariane Rodrigues disse...

Engraçado... Todos mencionaram a Cecília, mas infelizmente não a li muito. Considerarei isso uma grande oportunidade para fazê-lo! Obrigado a todos, Wesley, Kenia, James! Muitos abraços!

Renata de Aragão Lopes disse...

Gostei da expressão
"sussurro morto"!
Um beijo, Ariane!

Ariane Rodrigues disse...

Ok, Renata! Obrigada! Outro beijo!