Terra



quisera estar sem fronteiras
sem molduras, sem celas

_loucura!, diriam: barreiras
e cancelas abertas...

na minha algibeira
somente a chinela (extra)

sem eira nem beira
o planeta seria a esfera!


"Light and colour", William Turner, 1843.

4 sorveram o néctar:

Sissym disse...

Ariane,

Encontrei o seu blog por acaso e adorei!

Belos versos e a imagem é sensacional.

Beijos

Leia Bous disse...

Oi! Meu nome é Ulisses Sebrian
e visitei o seu blog e gostei muito. Entrei como
Seguidor se não se importa. Parabéns pelo seu blog
e sucesso.
Gosto de literatura.
Sou autor de 9 romances disponíveis em meus blogs.
Ah!Também tenho 4 blogs e gostaria que o visitasse.
E se possível entrar como seguidor. Obrigado
Os meus blogs são:
http://truquedevida.blogspot.com.br/
http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
http://concientein.blogspot.com.br/
http://romancesespeciais.blogspot.com.br/

Leia Bous disse...

Ola! Tudo Bem!
Meu nome é Léia Bous e,
Visitei o seu blog e gostei. Entrei
Como seguidor. Boa Sorte.
Também tenho um blog e gostaria
Que visitasse e se possível entrasse como
Seguidor. Obrigada
http://escolhasopus.blogspot.com.br/

William Lial disse...

Oi, Ariane.

Faz tempo que não trocamos ideias, digamos assim.

Muito bonito esse poema. Bem pensado, bem escrito, bem estruturado e tocado.

Sua sensibilidade poética lhe acompanha no decorrer dos anos. Quem bom para nós todos!

Um abraço carinhoso!